Festivais de Verão

75 mil à espera de Bruce Springsteen

75 mil à espera de Bruce Springsteen

O dia arrancou com a formidável máquina rock dos Lacraus naquele que é o palco com os segredos mais bem guardados do festival: o Vodafone Showcase. Por lá têm passado algumas das melhores propostas da nova música que por cá se vai fazendo. A banda de Tiago Guillul, ainda que actuasse perante um público que a desconhecia, deve ter amealhado novos admiradores.

O maior dos palcos da Cidade do Rock - o Palco Mundo - começou com o rock indie dos Kaiser Chiefs. Os britânicos foram sobejamente sedutores e houve um grande momento a tornar tudo ainda mais brilhante: a dada altura, o vocalista Ricky Wilson saltou, inesperadamente, as grades de um dos lados do palco e perante o espanto da assistência desatou a trepar, sozinho, uma colina até atingir a torre do slide.

Sempre de microfone na mão e com a banda a tocar, Ricky Wilson deslizou, triunfante e cantarolante, pelo slide erguido acima da multidão até desaguar no outro lado do recinto para pânico da equipas de seguranças que tentavam acalmar nos seus impulsos e minimizar os efeitos das abordagens dos fãs. Foi um belo momento de rock'n'roll.

Minutos volvidos, o JN testemunhou outra incursão de uma estrela no meio do povo. A maior de todas as figuras dos rock'n'roll nacional - Zé Pedro, há dúvidas? - passeava pela assistência enquanto era literalmente assediado por fãs e admiradores que faziam questão de trocar um abraço e, claro, tirar a fotografia da praxe.

O guitarrista dos Xutos&Pontapés acedeu a todos os pedidos com um sorriso sincero estampado na face - atitude admirável tendo em conta que a grande parte das estrelas do rock raramente se atreve a tal, optando por permanecer no seu camarim a comer caviares e alapando-se no seus tronos de veludo longe da plebe. Zé Pedro é enorme, de todos o maior.

Mas antes dos Xutos&Pontapés, o final de tarde vibrou com a presença dos James. Os britânicos, é justo dizê-lo, deixaram óptima figura, fruto de uma criteriosa selecção de hits conhecidos por quase toda a gente ("Star", "Sometimes" ou "Sit Down") e um vocalista Tim Booth que do alto dos seus 52 anos continua a distribuir pinta a granel.

Ao início da noite, a Cidade do Rock está com 75 mil pessoas, sendo que a grande maioria aguarda a aparição de Bruce Springsteen, o que só deverá acontecer perto da meia noite. Antes, os Xutos&Pontapés vão entreter o público.