Festivais de Verão

As melhores boas-vindas possíveis

As melhores boas-vindas possíveis

Les Meckinguipes e The Kanguru Project inauguraram o Palco JN da melhor maneira e conseguiram que muitos festivaleiros virassem as costas à agradável e fresca praia do Taboão e enfrentassem o sol escaldante que aquecia até temperaturas impróprias o recinto do festival a meio da tarde desta quinta-feira.

Apesar da tenra idade e algum nervosismo, Les Meckinguipes, com os seus ritmos animados e riffs de guitarra portuguesa com distorção, aproveitaram bem a oportunidade de se apresentar perante um dos mais exigentes públicos nacionais.

No final da actuação e visivelmente mais à vontade, o duo de Queluz mereceu uma forte salva de palmas dos presentes, provando que tinham superado a prova de fogo e que deles, seguramente, se podem esperar muitas coisas boas no futuro.

Seguiram-se os The Kanguru Project. Já com o sol mais baixo, mais sombra no recinto e mais gente a assitir - as três coisas são indissociáveis-, a banda de Ponte de Lima começou com um rock clássico sólido e progrediu para sonoridades mais alternativas.

A moldura humana foi-se compondo e pelas 17.30 horas algumas centenas de pessoas tiravam as medidas ao recinto, e tendo como banda-sonora a música providenciada pelo Palco JN.

No final das actuações, e apesar de ainda ser o primeiro dia, a opinião geral dos presentes era a de que seria difícil oferecer melhores boas-vindas aos festivaleiros do que acolhê-los com música ao vivo e de qualidade logo à entrada.

Imobusiness