Festivais de Verão

Mulheres ao poder em Paredes de Coura

Mulheres ao poder em Paredes de Coura

A fragilidade das Warpaint, quarteto de Los Angeles que subiu ao palco logo após Twin Shadow, é ilusória. O art-rock do grupo que conta com apenas um disco no bornal não desmerece em nada da qualidade de outras bandas com mais créditos, das Breeders às Electrelane.

A actuação de Emily Kokal, Theresa Wayman, Jenny Lee Lindberg e Stella Mozgawa foi mesmo uma das boas surpresas até ao momento do festival. Comunicativas, souberam criar com a plateia um óbvio vínculo desde o início do concerto, desfazendo-se em elogios ao local que as acolheu.

Menos convincentes foram os Blonde Redhead, curiosamente também liderados por uma vocalista, Kazu Makino. O que o trio formado em Nova Iorque (mais um...) ganha em experiência face ao grupo que o precedeu, perde num défice de entusiasmo, bem patente no modo quase automático como foram interpretando os temas.

Não significa que os momentos de entrega tenham ficado ausentes do concerto. Só que o espectáculo oscilou em demasia entre o satifatório e o sofrível.

Foi na parte final da actuação, curiosamente quando os pensamentos da plateia poderiam já estar mais disponíveis para os cabeças de cartaz, que os Blonde Redhead somaram mais pontos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG