Minuto a minuto

O dia a par e passo do protesto global contra a crise

O dia a par e passo do protesto global contra a crise

20.41 O vídeo da manifestação no centro do Porto[Brightcove:1219277807001]

20.20 Milhares de canadianos indignados estão a manifestar-se em mais de uma dezena de cidades do Canadá, assumindo particular destaque as cidades de Toronto, principal centro financeiro canadiano, e Montreal, em Vancouver. [Imagem:21]

19.32 O vídeo da manifestação dos "indignados" em Lisboa [Brightcove:1219277431001]

19.30 Enquanto a noite cai, a mais multitudinária manifestação realizada em Madrid desde o dia 15 de Maio, chega finalmente à emblemática Puerta del Sol. No mesmo local onde há exactamente cinco meses se deu o início da onda de protestos do movimento que ficaria conhecido como 15-M, dezenas de milhares de "indignados" ocupam por completo o quilómetro zero madrileno, exigindo responsabilidade à classe política e à elite financeira. "Não nos representam" e "tu que estás a olhar, também te estão a roubar" foram alguns dos lemas que mais se ouviram durante a tarde. Às 22 horas terá início uma nova assembleia popular. [Imagem:20]

19.15 Milhares de pessoas "indignadas" em Bruxelas terminaram, cerca das 19 horas locais, a marcha que começou nas primeiras horas da tarde e atravessou parte da cidade até findar a poucos metros das instituições europeias. Sempre acompanhados por um forte dispositivo policial, milhares de activistas vindos de diversos países partiram da estação do Norte da capital belga até à rotunda de Schuman, perto da Comissão Europeia e do Conselho Europeu, depois de terem passado perto da Praça da Bolsa, no centro nevrálgico da cidade, e da embaixada norte-americana, onde pretendiam manifestar-se mas foram impedidos pelo dispositivo das autoridades.

18.25 Momento de grande tensão junto à Assembleia da República. A polícia tentou identificar um dos manifestantes que alegadamente atirou ovos para a escadaria do Parlamento, o que provocou desacatos no local. Os organizadores da manifestação não conseguem controlar os protestantes. Alguns atiram garrafas. A confusão é total.

18.20 Em Madrid, os manifestantes abarrotam a praça de Cibeles. Dezenas de milhares de "indignados" dirigem-se já rumo à Puerta del Sol, a emblemática praça madrilena que esteve na raiz do movimento 15-M, nascido em Maio deste ano. Depois de um Verão dominado por movimentações mais centradas nos bairros, os "indignados" regressam ao modelo de marcha de nível nacional. Outras 60 cidades espanholas aderiram aos protestos globais convocados para este sábado, pedindo "uma mudança global". [Imagem:19]

17.28 Centenas de pessoas saíram à rua em Évora e Faro para juntarem a sua voz ao "movimento dos indignados". No Funchal e em Angra do Heroísmo a adesão ao protesto foi reduzida.

17.22 Apesar do fracasso na ocupação da praça da Bolsa de Londres, centenas de participantes do movimento "indignados" decidiram montar um acampamento a poucos metros, junto à Catedral de São Paulo. Uma forte presença policial impediu o acesso dos manifestantes, estimados em pelo menos mil, à praça Paternoster, que é propriedade privada mas que normalmente é frequentada pelo público. Depois de um impasse, uma assembleia decidiu por maioria mover o protesto "para o sol" e ocuparam pacificamente o largo e as escadas em frente à Catedral. [Imagem:18]

17.11 Momento de tensão entre manifestantes e polícia no Porto. As forças de segurança tentaram impedir que os manifestantes subissem a rampa que dá acesso à porta da Câmara Municipal, mas foram obrigados a recuar perante a multidão. [Imagem:17]

16.46 A "cabeça" da manifestação de Lisboa chega às escadas do Parlamento, depois de uma marcha sem qualquer tensão desde o Marquês do Pombal. A polícia vigia discretamente os passos dos "indignados" que fizeram questão de assobiar quando chegaram às imediações da Assembleia da República. "Passos ladrão, o teu lugar é na prisão", gritaram. [Imagem:16]

16.45 No Porto, a marcha dos milhares de manifestantes chegou à Avenida dos Aliados. [Imagem:15]

16.20 Em Madrid, junto à Puerta de Toledo, concentram-se milhares de "indignados", provenientes da marcha que partiu pela manhã do sul de cidade. Este é apenas um dos oito pontos de encontro intermédios que, um pouco por toda a cidade, vão agrupando as várias colunas de manifestantes que iniciaram bem cedo a caminhada rumo ao centro de Madrid. Após uma manhã marcada também pela realização de assembleias populares em vários bairros da cidade, o destino é agora a praça de Cibeles onde, às 18 horas locais, terá início a manifestação. Em Barcelona, o protesto está prestes a iniciar-se na praça da Catalunha. [Imagem:13]

16.14 Em Coimbra, a manifestação conta com o bastonário da Ordem do Advogados. Marinho e Pinto diz que participa no protesto enquanto cidadão. "É preciso que esta indignação dê um salto qualitativo no sentido de responsabilizar quem conduziu o país" a este ponto, afirmou, especificando que se referia a empresários, políticos... a toda "uma elite que tem dominado".

16.08 A polícia italiana recorreu a gás lacrimogéneo e canhões de água para tentar controlar alguns dos manifestantes "indignados" em Roma [Imagem:12]

16.00 Em Lisboa, centenas de pessoas começaram a desfilar, desde o Marquês do Pombal, empunhando cartazes. [Imagem:11]

15.46 Várias montras de lojas foram vandalizados e alguns carros incendiados em Roma, durante o protesto dos "indignados". [Imagem:10]

15.41 Em Braga, os "à rasca" não ultrapassam as centenas de pessoas. Umas curiosas, outras mostram cartazes de protesto. [Imagem:9]

15.35 Na Praça da Batalha, no Porto, há microfone aberto para os manifestantes explicarem as razões porque estão indignados [Imagem:8]

15.15 Milhares de pessoas estão já concentradas junto à Praça da Batalha, no Porto. A maioria dos manifestantes são jovens, mas os protestos reúnem várias gerações. Há cartazes que pedem a prisão dos políticos e criticam a chanceler alemã. [Imagem:7]

14.46 Em Roma e Bruxelas, milhares de manifestantes estão na rua. Há registos de confrontos em Roma, provocados por um grupo de manifestantes violentos.

13.52 Cerca de cinco mil pessoas manifestaram-se em Frankfurt, na Alemanha, contra a política dos bancos. Um porta voz dos manifestantes anunciou um bloqueio pacífico da praça em frente ao Banco Central Europeu por tempo indeterminado. [Imagem:6]

13.40 O secretário-geral da JS, Pedro Alves, considera que a "manifestação dos indignados" convocada para esta tarde em várias cidades do mundo "não pode servir para contestar o modelo democrático que temos".

13.34 No Reino Unido, cerca de um milhar de pessoas concentraram-se junto à praça Paternoster, nas imediações da Bolsa de Londres, local que pretendiam ocupar em protesto, mas foram barrados pela polícia. A praça é considerada propriedade privada, pelo que já se anteviam dificuldades no acesso. [Imagem:5]

13.00 Funcionários públicos já se manifestam no centro de Atenas, Grécia. Em Espanha, centenas de jovens também já percorrem algumas ruas de Madrid [Imagem:4]

12.57 O presidente designado do Banco Central Europeu, Mario Draghi, afirmou que entende a "raiva" dos jovens que integram o movimento dos "indignados. Se nós estamos enraivecidos perante a crise, imaginemos os que são jovens, que têm 20 ou 30 anos e não têm perspectivas", afirmou Draghi, em Paris, antes do início dos trabalhos da cimeira do G20.

12.15 Manifestações em Lisboa (Marquês de Pombal), Porto (Praça da Batalha), Coimbra (Praça da República), Braga (Avenida Central), Évora (Praça do Sertório), Faro (Jardim Manuel Bívar), a partir das 15 horas. Angra do Heroísmo (Praça Velha) às 14 horas.

11.58 Acompanhe as imagens das manifestações ao longo do dia aqui [Imagem:3]

11.30 Também vai protestar? Partilhe, no espaço de comentários deste artigo ou no Facebook do JN, as razões pelas quais está indignado.

11.00 Os cantores Jorge Palma e José Mário Branco anunciaram que vão participar na manifestação de Lisboa.

10.36 Uma centena de manifestantes, com o lema "Ocupa Tóquio", desfilaram no centro da capital nipónica, aderindo aos protestos mundiais. A chuva não deteve os manifestantes nipónicos, incluindo crianças e idosos, que se reuniram no parque Hibiya. [Imagem:2]

10.13 Em Wall Street, Nova Iorque, os indignados mantêm ocupação do Parque Zucotti. [Brightcove:1218655182001]

10.12 Na Nova Zelândia e na Austrália milhares de pessoas já pediram uma mudança democrática mundial [Imagem:1]

10.00 Quase mil cidades em todo o mundo vão ser este sábado palco de protestos para exigir uma mudança democrática global e contestar a sujeição da sociedade ao poder financeiro.