Covid-19

Irlanda repõe confinamento geral a partir do Natal e até 12 de janeiro

Irlanda repõe confinamento geral a partir do Natal e até 12 de janeiro

A Irlanda vai repor o confinamento geral por causa do agravamento da pandemia de covid-19, de 24 de dezembro até 12 de janeiro, com alguns abrandamentos e exceções para as festas natalícias, anunciou o Governo.

O primeiro-ministro irlandês, Micheal Martin, anunciou esta terça-feira que o país vai regressar ao nível máximo de alerta por causa da pandemia, pedindo às pessoas para ficarem em casa, encerrando o comércio, com exceção de algumas lojas, e permitindo visitas entre agregados familiares apenas durante a celebração do Natal, até 26 de dezembro.

"Infelizmente, na semana passada, assistimos a um crescimento extraordinário na disseminação do novo coronavírus", disse Micheal Martin, numa comunicação ao país, referindo-se à possibilidade de o agravamento da situação se dever à nova estirpe do vírus que surgiu no sul de Inglaterra, nos últimos dias.

"Embora ainda não tenhamos uma prova formal de que a nova estirpe mais virulenta já esteja no nosso país (...), a coisa mais segura e responsável a fazer é agir supondo que assim é", disse o primeiro-ministro irlandês, lembrando que as estatísticas de saúde indicam um crescimento diário de cerca de 10% dos casos de infeção.

A Irlanda, que tem quase cinco milhões de habitantes, registou 80.267 casos de covid-19, incluindo 2.158 mortes, desde o início da pandemia, de acordo com números divulgados na segunda-feira.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.703.500 mortos resultantes de mais de 77,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

PUB

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG