Explosões

Ministério Público libanês convoca políticos para interrogatório sobre nitrato de amónio

Ministério Público libanês convoca políticos para interrogatório sobre nitrato de amónio

O Ministério Público libanês vai interrogar sexta-feira vários ministros, antigos e atuais, sobre a presença, durante seis anos, no porto de Beirute, de 2750 toneladas de nitrato de amónio, na origem das devastadoras e mortíferas explosões de 4 deste mês.

Fonte judiciária, citada pela agência noticiosa France-Presse (AFP), adiantou que os interrogatórios vão começar com o ex-ministro do Trabalho e Obras Públicas, Ghazi Najjar, prosseguindo na próxima semana com outros três.

Um dos que serão interrogados na próxima semana é o atual ministro do Trabalho das Obras Públicas, Michel Najjar, acrescentou a fonte.

O Governo libanês, liderado por Hassan Diab, apresentou segunda-feira a demissão, pelo que o executivo ficará em funções até a formação de um novo.

A explosão das toneladas de nitrato de amónio armazenadas há seis anos no porto de Beirute arrasou vários bairros da capital, provocou 171 mortes e mais de seis mil feridos, deixando ainda mais de 300 mil pessoas sem casa e várias dezenas de desaparecidos.

Segundo o Presidente libanês, os estragos estão avaliados em 15 mil milhões de dólares (12760 milhões de euros).

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG