Pandemia

200 nudistas adeptos do "sexo livre" violam regras covid num acampamento em Espanha

200 nudistas adeptos do "sexo livre" violam regras covid num acampamento em Espanha

Cerca de 200 pessoas do grupo nudista conhecido como "Família Arco-Íris" estão acampadas há vários dias no meio das montanhas da Sierra de la Demanda, na província de La Rioja, em Espanha. Estes amantes da natureza, que praticam uma espécie de ritual de sexo livre sem restrições, podem ser despejados por desrespeitarem as normas ambientais e da pandemia da covid-19.

Os nudistas estão reunidos num ponto de difícil acesso da montanha e andam frequentemente nus no meio na natureza, praticando relações sexuais ao longo do dia, apesar de haver menores no acampamento, conta o jornal espanhol "La Vanguardia".

O grupo "Família Arco-Íris" foi fundado nos Estados Unidos e segue os mesmos princípios dos movimentos hippies dos anos 70.

O que seria aparentemente uma reunião temporária na Sierra de la Demanda está agora envolta em polémica em Espanha devido ao desrespeito pelas normas ambientais e de combate à pandemia de covid-19, pois além da nudez e do sexo contínuo, os participantes também fazem fogueiras e o próprio acampamento selvagem é ilegal.

A ordem de despejo será executada assim que haja ordem judicial a este respeito decorrente de uma reclamação que venha a ser apresentada pelos proprietários e a mesma caberá à Guarda Civil, se necessário, pois esta autoridade conhece bem a situação.

Fontes do Ministério do Meio Ambiente de La Rioja disseram ao "La Vanguardia" que "o despejo requer reclamação prévia dos proprietários das terras onde está localizado o acampamento, o que ainda não ocorreu, e requer aval judicial". "Está a ser efetuado um acompanhamento atento da situação e exercemos a nossa função sancionatória sempre que necessário", acrescentaram.

Membros da Guarda Civil visitaram o acampamento pelo menos duas vezes e identificaram alguns dos participantes. Entre os campistas encontram-se ingleses, franceses, espanhóis e alemães, entre outras nacionalidades.

PUB

Uma das principais preocupações da Guarda Civil é a eventual exposição de menores a atos sexuais e a determinadas condições de vida em que possam, nesses momentos, estar envolvidos. Nenhuma droga foi encontrada nas inspeções, mas, de acordo com várias fontes locais, havia muito viagra.

O local onde os membros da "Família Arco-Íris" se encontram é bastante remoto e obriga-os a deixar os carros a cerca de três quilómetros do acampamento e seguir uma rota muito íngreme e quase inacessível ou fazer um grande desvio de várias horas de caminhada. Não há sequer rede móvel no local.

Este tipo de encontros da "Família Arco-Íris" ocorre pelo menos uma vez por ano em várias partes do Mundo e é governado pelas fases lunares. O grupo professa o contacto com a natureza sem qualquer intermediação e são anti-consumo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG