Exclusivo

A guerra mais online de sempre, até à próxima

A guerra mais online de sempre, até à próxima

Cobertura intensiva faz com que invasão da Ucrânia pela Rússia seja a primeira guerra do TikTok.

Quando o soldado ucraniano Alex Hook deixou de publicar vídeos no TikTok para mostrar à filha que estava vivo, o mundo temeu. Com receio de que fosse mais uma vítima da guerra na Ucrânia, o militar, que se tornou viral por mostrar os bastidores do conflito, logo descansou os 4,3 milhões de seguidores com um "estou vivo". Como Hook, também a jovem Valerissh tornou-se uma "sensação" ao ganhar mais de sete milhões de seguidores por contar como (sobre)vivia num abrigo subterrâneo desde que Chernihiv fora bombardeada.

Quando eclodiu a guerra, em fevereiro, milhões de pessoas, entre as quais crianças e adolescentes, recorreram a plataformas sociais, como o TikTok, para obter informações em tempo real.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG