O Jogo ao Vivo

Exclusivo

"A ideia de que a Alemanha não se prontificou a ajudar a Ucrânia é um mito"

"A ideia de que a Alemanha não se prontificou a ajudar a Ucrânia é um mito"

Quatro meses após chegar a Lisboa, Julia Monar, embaixadora da Alemanha em Portugal, diz-se impressionada com o papel de Portugal no seio da NATO, mas mostra-se melindrada com a ideia de que Berlim se mostrou reticente em ajudar a Ucrânia militarmente.

Começou esta missão de uma forma atípica, num contexto de guerra na Europa. Como é que avalia a relação entre Portugal e Alemanha?

O momento da minha chegada ficou marcado por um momento trágico para toda a Europa, mas acho que esta guerra fez com que os Estados-membros da União Europeia ficassem mais próximos uns dos outros e que as reações, no seguimento desta situação, passassem por decisões quase unânimes. Existe uma concertação muito estreita e isto é importante para a relação da Alemanha e Portugal. Quando cheguei percebi que as posições políticas junto da União Europeia são muito parecidas entre os dois países, o que facilita muito o meu trabalho. A Alemanha e Portugal têm interesses em comum, por exemplo, no que diz respeito à criação de um mercado integrado para a energia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG