Ri Chun-hee

A mulher que é o rosto e a voz de um dos estados mais secretos do mundo

A mulher que é o rosto e a voz de um dos estados mais secretos do mundo

Anunciou a morte dos dois últimos líderes da Coreia do Norte e a primeira bomba de hidrogénio do Estado. Há quem diga que a sua voz "é ainda mais poderosa do que canhões".

Ri Chun-hee é um dos rostos mais famosos da Coreia do Norte. Normalmente vestida com roupas tradicionais coreanas, há 40 anos que se apresenta as notícias na televisão estatal e chorou quando anunciou as mortes de Kim Il Sung, em 1994, e de Kim Jong Il, em 2011.

Este domingo, a carismática pivô voltou ao ecrã para anunciar o "total sucesso" do sexto ensaio nuclear conduzido pelo regime de Pyongyang, ordenado pelo líder norte-coreano, Kim Jong Un. Já o mês passado tinha comunicado à "nação" o êxito do quinto teste nuclear do "grande líder".

"É literalmente a voz do Estado para o público", diz a professora de política internacional Katharine Moon. "Representa a imagem da mãe pública ou a imagem feminina do estado, porque o regime nunca permitiu que nenhuma das mulheres dos líderes norte-coreanos estivesse na vida pública. É tão raro", explica. "As pessoas estão habituadas ao seu rosto. É confiável porque é a única mulher que surge todas as noites na televisão", diz.

Ri Chun-hee nasceu em 1943. Foi atriz antes de ser contratada como apresentadora, em 1971, pela família Kim. Hoje vive num luxo relativo em Pyongyang com o seu marido, filhos e netos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG