Recorde

Boeing 747 surfa tempestade e bate recorde na viagem Nova Iorque-Londres

Boeing 747 surfa tempestade e bate recorde na viagem Nova Iorque-Londres

Um voo da companhia britânica British Airways bateu o recorde de viagem subsónica mais rápida entre Nova Iorque e Londres: nada mais, nada menos do que quatro horas e 56 minutos. O tempo médio de viagem entre as duas cidades é de seis horas e 13 minutos.

O voo da British Airways terá atingido velocidades superiores a 800 km/h. O recorde do avião de passageiros na viagem sobre o Atlântico aconteceu durante a noite de sábado para domingo, na mesma altura em que a tempestade Ciara avançava em direção ao Reino Unido a cerca de 200 km/h.

De acordo com o Flightradar24, um site de rastreamento de voos, o Boeing 747 da British Airways que partiu do aeroporto JFK no sábado chegou a Heathrow em apenas quatro horas e 56 minutos, pouco depois das 23.20 horas locais (mesma hora em Portugal continental).

A viagem foi apenas um minuto mais rápida do que o voo do Airbus A350 da Virgin Atlantic, que aterrou em Heathrow momentos depois, e três minutos mais rápida do que outro avião da Virgin que aterrou às 5.12 horas. Os voos na direção oposta demoravam mais duas horas e meia a chegar ao destino.

A British Airways e a Virgin bateram o recorde anterior de viagem abaixo da velocidade do som entre Nova Iorque e Londres, que pertencia a um voo da Norwegian, que chegou a Londres Gatwick a partir do aeroporto JFK em cinco horas e 13 minutos, em janeiro de 2018. O tempo médio da viagem é de seis horas 13 minutos.

O voo da companhia britânica atingiu a velocidade máxima de 1300 km/h a leste de Newfoundland (Canadá), a cerca de 10.600 metros de altitude, segundo o Flightradar24.

"Damos sempre prioridade à segurança em vez dos recordes de velocidade, mas os nossos pilotos altamente treinados aproveitaram ao máximo as condições para levar os clientes de regresso a Londres bem antes do tempo", disse um porta-voz da British Airways ao jornal "The Independent".

A tempestade Ciara, a pior a atingir o Reino Unido nos últimos sete anos, terá ajudado a acelerar os voos sobre o Atlântico e também obrigou a suspender viagens e interromper ligações marítimas com França. Centenas de voos, viagens de comboio e serviços de ferry foram cancelados e os passageiros foram avisados para não viajarem no domingo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG