O Jogo ao Vivo

Eleições

Abertas mesas de voto para decidir o futuro do Brasil

Abertas mesas de voto para decidir o futuro do Brasil

As mesas de voto abriram no Brasil para umas eleições gerais altamente polarizadas entre o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o ex-chefe de Estado Lula da Silva.

Ao contrário das eleições anteriores, todas as assembleias de voto abriram às 8 horas de Brasília (12 horas em Lisboa), numa espécie de subordinação de todas as mesas ao fuso horário da capital.

Os mais de 156 milhões de eleitores poderão votar até às 17 horas de Brasília (21 horas em Lisboa) nas 577 125 urnas eletrónicas espalhadas por 5.570 cidades do país.

PUB

Lula da Silva deverá votar na Escola Estadual Dr. Joao Firmino Correia de Araújo, em São Paulo, por volta das 08:30. À tarde, o ex-presidente brasileiro segue para o Novotel Jaraguá, na cidade paulista, onde acompanhará a votação.

Já o Presidente brasileiro vota por volta das 09:30 locais no Rio de Janeiro na Escola Municipal Rosa da Fonseca, e deverá seguir para o Palácio da Alvorada, em Brasília, para acompanhar o processo eleitoral.

Para além de Lula da Silva e Bolsonaro, disputam as presidenciais brasileiras os candidatos Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D'Ávila, Soraya Tronicke, Eymael, Padre Kelmon, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Os números das eleições são à imagem de um país do tamanho de um continente: além dos 11 candidatos presidenciais, concorrem ainda 224 a governador, 243 ao senado, 10 630 a deputado federal, 16 737 a deputado estadual e 610 a deputado distrital, nos 27 estados (contando com o Distrito Federal) no país.

Dos mais de 29 mil candidatos, 1323 procuram a reeleição.

Caso nenhum dos candidatos presidenciais ultrapasse 50% dos votos válidos, os dois mais votados voltam a enfrentar-se numa segunda volta em 30 de outubro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG