Condenação

Adepta que causou queda massiva no Tour de França multada

Adepta que causou queda massiva no Tour de França multada

A adepta que em junho causou uma queda massiva na primeira etapa da Volta à França em bicicleta foi esta quinta-feira multada em 1200 euros por danos involuntários a terceiros, numa sentença do Tribunal Criminal de Brest.

A multa será entregue ao Sindicato Nacional de Ciclistas Profissionais de França, um preço ainda assim abaixo do que pedia o Ministério Público, uma sentença "simbólica", e suspensa, de quatro meses.

A mulher de 31 anos, natural de Finistère, mostrou um cartaz que dizia "Go opi-omi!", uma ação perigosa que provocou uma queda e hoje lhe valeu a condenação.

Decorria a primeira etapa, faltando 45 quilómetros para o final, e o pelotão passava por Sizun, quando a mulher colocou um cartaz, destinado aos avós, mesmo em frente da cabeça do grupo, causando uma queda de dezenas de ciclistas que rolavam a alta velocidade.

O incidente causou lesões a muitos dos corredores e mesmo algumas desistências, como o alemão Jasha Sütterlin (DSM) e o espanhol Marc Soler (Movistar).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG