Exclusivo

Adriano Machado. Rebeldia, paixão, cães e lobos na magia do Ártico

Adriano Machado. Rebeldia, paixão, cães e lobos na magia do Ártico

Adriano Machado. Da Lapónia às Montanhas Rochosas do Canadá, o acaso e o destino de um audaz explorador tripeiro nas aventuras do gelo.

"Chamo liberdade à minha ignorância do destino; e destino ao meu ignorar da liberdade". Na citação de Agostinho da Silva logo se anuncia um percurso incomum e rebelde. Um dia, este comercial fartou-se do quotidiano rotineiro e deixou tudo para trás, levado na paixão pela natureza, pelo pedestrianismo e pelo montanhismo. Também pela aventura extrema. Correu a Noruega e a Finlândia em trenó e especializou-se como guia de montanha e "musher", treinador de cães para os trilhos do dia-a-dia nas Rochosas do Canadá e para as corridas na Colúmbia Britânica.

Eis Adriano Machado, tripeiro de 57 anos (Massarelos, 25-2-1964), rosto de Ermesinde e cidadão do território de lobos. Conta que deve o destino à virtude original de um castigo materno: "Eu era um bichinho do buraco e passava os dias a comer enciclopédias, os atlas todos e as revistas da British Columbia. Até que a minha mãe me disse: 'Isto não pode ser assim, aqui sempre metido em casa, tens de arranjar uma atividade'".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG