EUA

Advogado de Trump apanhado com as mãos dentro das calças no novo filme de Borat

Advogado de Trump apanhado com as mãos dentro das calças no novo filme de Borat

Rudy Giuliani, ex-autarca de Nova Iorque e advogado pessoal de Donald Trump, foi recentemente "apanhado" numa cena embaraçosa que integra o novo filme de Borat, personagem criada pelo humorista britânico Sacha Baron Cohen.

O novo filme, uma continuação de "Borat: Aprender Cultura da América para Fazer Benefício Glorioso à Nação do Cazaquistão", de 2006, estreia esta sexta-feira, na Amazon Prime. Um dos segmentos - ao qual a NBC News teve acesso mais cedo - causou polémica desde que foi divulgado.

O advogado do chefe da Casa Branca estava num hotel a dar uma entrevista sobre a pandemia (para um programa de televisão inventado), quando Maria Bakalova, atriz que veste o papel de filha de Borat (e que se fazia passar por jornalista), o convida para uma bebida num ambiente mais recatado: num dos quartos, equipado com câmaras ocultas.

O antigo autarca de Nova Iorque, de 76 anos, é, então, filmado deitado na cama, aparentemente com a mão nos genitais, numa cena íntima interrompida por Borat, que entra no quarto a gritar: "Ela tem 15 anos! É demasiado velha para si". "Leve-me antes a mim", continuou. "Eu não o quero a si", respondeu Rudy Giuliani.

Entretanto, o advogado - que ligou para a Polícia de Nova Iorque, a 7 de julho, a relatar o episódio, mencionando a intrusão de "um homem vestido de forma incomum" - reagiu no Twitter, onde acusou Cohen de ter "fabricado" a situação. Sobre o momento que se tornou viral, disse que estava apenas a "colocar a camisa para dentro das calças".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG