Mundo

Afegãos exibem bandeira tricolor e desafiam talibãs no dia da Independência

Afegãos exibem bandeira tricolor e desafiam talibãs no dia da Independência

A exibição pública da bandeira tricolor afegã desafiou, esta quinta-feira, os talibãs durante as comemorações do 102.º aniversário da independência do Afeganistão do Império Britânico.

A bandeira dos talibãs, de fundo branco, tem uma inscrição islâmica e o pavilhão nacional do Afeganistão tem três listras verticais de cor negra, verde e vermelha.

Esta é a primeira comemoração da independência em 20 anos com os talibãs de novo no poder, depois de tomarem Cabul no domingo sem encontrar resistência, enquanto o Presidente afegão, Ashraf Ghani, fugiu do país.

Esta quinta-feira, apesar do receio dos talibãs, recordados pela brutalidade com que impuseram o seu domínio no passado, o país testemunhou alguns protestos civis que se opuseram à substituição da bandeira tricolor do Afeganistão pela que identifica os talibãs e o seu Emirado Islâmico.

Em Cabul, centenas de pessoas tomaram as ruas agitando aquela que até agora tem sido a bandeira nacional do país, desafiando a presença de combatentes que guardam as ruas da capital afegã. Uma caravana de carros atravessou partes da cidade gritando "Viva o Afeganistão!", com uma gigante bandeira tricolor hasteada dezenas de metros acima das cabeças dos manifestantes, um feito impensável no período inicial do domínio talibã.

A tricolor afegã tem estado presente no Afeganistão, com algumas modificações no escudo central, ao longo da história do país, especialmente nos últimos 20 anos, após a queda do regime talibã em 2001. Contudo, os talibãs desafiaram esse símbolo, substituindo-o pela bandeira branca inscrita com o Shahada, a declaração de fé islâmica, que representa o seu Emirado Islâmico.

PUB

Os talibãs também comemoraram, esta quinta-feira, a independência do Império Britânico, que acontece precisamente quando os insurgentes derrotaram, segundo recordaram, outra "superpotência arrogante" depois da vitória no Afeganistão, após a retirada dos Estados Unidos e forças internacionais.

"Celebramos hoje o aniversário da nossa independência do domínio britânico, tal como derrotámos outra superpotência arrogante, os Estados Unidos. Com a nossa resistência forçamo-los a retirar-se do território sagrado do Afeganistão", afirmaram, em comunicado, os insurgentes.

Ao longo dos séculos, "três impérios arrogantes foram derrotados e expulsos da nossa terra por muçulmanos afegãos", sublinharam, referindo-se primeiro ao fim do domínio britânico e depois à invasão soviética.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG