Crise energética

África do Sul retoma cortes de energia em larga escala

África do Sul retoma cortes de energia em larga escala

A companhia estatal elétrica da África do Sul, Eskom, anunciou, esta terça-feira, que vai retomar os cortes contínuos de distribuição de energia elétrica no país a partir de hoje, o que implica várias horas por dia sem energia.

Em comunicado, a empresa referiu que os cortes de energia elétrica de nível 2 têm efeito imediato entre as 16 horas e as 22 horas de terça-feira e depois diariamente entre as 5 horas e as 22 horas do próximo sábado.

"O corte de energia foi causado por uma escassez de capacidade de geração devido a avarias e atrasos no retorno de algumas unidades de geração em serviço", adiantou.

PUB

Pelo menos cinco centrais de energia elétrica encontram-se afetadas, segundo a empresa, incluindo a central de Medupi, inaugurada em 2021 na província de Limpopo, nordeste do país, após 13 anos de construção estimada em mais de 200 mil milhões de rands (11,6 mil milhões de euros).

A estatal elétrica sul-africana adiantou ainda que "na manhã de sábado, 3 de setembro de 2022, a unidade 2 da Central Nuclear de Koeberg [no Cabo Ocidental] disparou", acrescentando que "está em curso o seu processo de reparação".

Em junho, a empresa pública sul-africana aumentou o nível de cortes de energia para o sexto mais severo, numa escala de oito.

A África do Sul, que é considerada o maior produtor de eletricidade no continente, que provém 80% do carvão, importa também 75% da produção total da Hidroelétrica de Cahora Bassa (HCB), em Moçambique.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG