Aviação

Airbus A380 da Emirates faz voo de 14 horas com buraco na fuselagem

Airbus A380 da Emirates faz voo de 14 horas com buraco na fuselagem

Um avião Airbus A380 da Emirates voou durante mais de 13 horas até à Austrália com um buraco na fuselagem, na zona do motor. Segundo a companhia, o voo foi completamente seguro.

O incidente ocorreu no voo EK430, no dia 1 de julho, quando o avião fazia a rota do Dubai para Brisbane, Austrália. Os passageiros afirmam que ouviram um barulho forte cerca de 45 minutos após a descolagem da aeronave, mas o voo seguiu sem problemas.

O jornal especializado "The Aviation Herald" relata que os pilotos entraram em contacto com o Controlo de Tráfego Aéreo quando já se encontravam na aproximação ao aeroporto de Brisbane, momentos antes de aterrar, com a suspeita de que um pneu teria rebentado na descolagem e a pedir que os meios de emergência estivessem no local.

A Emirates afirma que o incidente não teve nenhum impacto na estrutura do avião nem na fuselagem, tendo sido permitido um voo seguro. Todos os passageiros desembarcaram a horas previstas.

O "The Aviation Herald" conta que o dano causado foi na carenagem da raiz da asa esquerda por uma peça que se terá soltado do trem de aterragem. Uma parte da "pele" do avião que reduz a resistência aerodinâmica durante o voo, mas que não é parte da estrutura base do aparelho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG