Alerta

Aldeia de Moçambique com 2500 crianças pode ficar submersa em 24 horas

Aldeia de Moçambique com 2500 crianças pode ficar submersa em 24 horas

A aldeia moçambicana de Buzi, habitada por 2500 crianças, está a um dia de ficar completamente submersa, segundo a organização não-governamental Save The Children.

A organização foi contactada pelo jornal "Público", que avança que o Rio Buzi continua a subir e já há muita gente a refugiar-se nos telhados das casas. As águas transbordaram para os terrenos em redor do rio depois do deslizamento das margens provocado pelo ciclone Idai.

O último balanço aponta para mais de 200 mortos após a passagem do ciclone Idai no centro de Moçambique e as cheias que se seguiram.

A Organização Meteorológica Mundial admite que o ciclone Idai, que atingiu Moçambique, Maláui e Zimbabué, poderá ser "um dos piores desastres climáticos no hemisfério sul".

O Idai, com fortes chuvas e ventos de até 170 quilómetros por hora, atingiu a Beira (centro de Moçambique) na quinta-feira à noite, deixando os cerca de 500 mil residentes na quarta maior cidade do país sem energia e linhas de comunicação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG