Covid-19

Alemanha com 177 mortes e quase oito mil casos nas últimas 24 horas

Alemanha com 177 mortes e quase oito mil casos nas últimas 24 horas

As autoridades alemãs registaram 177 mortes por covid-19 e 7894 novos casos, nas últimas 24 horas, números que reforçam a tendência de descida registada nos últimos dias, de acordo com os dados do Instituto Robert Koch (RKI).

Os dados apontam para números inferiores aos reportados na sexta-feira, dia em que foram comunicadas 190 mortes e 11.336 novos casos positivos, bem como face aos que foram conhecidos há sete dias (15.685 novas infeções e 238 óbitos), com as autoridades a admitirem que o feriado assinalado na quinta-feira possa estar a influenciar os dados.

A incidência acumulada de novos casos de SARS-CoV-2 nos últimos sete dias situou-se nos 87,3 casos por cada 100 mil habitantes, abaixo dos 96,5 registados na sexta-feira e dos 121,5 de sábado passado.

A incidência atingiu um 'pico' de 169,3 novas infeções por cada 100 mil habitantes em 26 de abril, valor ainda assim inferior ao máximo observado em 22 de dezembro, quando a Alemanha passava pela segunda fase da pandemia, com 197,6 casos por 100 mil habitantes.

De acordo com o Ministério da Saúde alemão, 35,9% da população (cerca de 29,9 milhões de pessoas) receberam até agora pelo menos uma dose da vacina e 10,6% (8,8 milhões de pessoas) já tomaram as duas doses.

A campanha de vacinação aumentou de ritmo nos últimos dias, com as autoridades a reportarem que nos últimos 15 dias mais de um milhão de pessoas foram vacinadas.

Na passada quarta-feira foi batido o valor máximo ao ter sido atingida a marca diária de 1,35 milhões de pessoas inoculadas.

PUB

Nas regiões onde o número de casos por 100 mil habitantes baixou para um patamar inferior a 100, as autoridades iniciaram o processo de desconfinamento, ainda que de forma gradual e com restrições.

Este processo coincide com o alívio das restrições para viajantes, com as pessoas consideradas imunizadas (por terem contraído a doença ou recebido a vacinação completa) a serem dispensadas de ter de fazer quarentena ou de apresentar um teste negativo à chegada à Alemanha. Estas regras aplicam-se também aos filhos menores que as acompanhem.

Esta sexta-feira o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, mostrou-se otimista em relação ao verão, tendo em conta a evolução da pandemia e da vacinação.

"A diminuição da incidência e o aumento da taxa de vacinação são uma boa combinação. Se a mantivermos até ao final de junho, este pode ser um bom verão", afirmou.

No total, a Alemanha contabiliza até agora 86.025 mortes e 3.584.934 contágios.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.333.603 mortos no mundo, resultantes de mais de 160,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG