Covid-19

Alemanha retoma na sexta-feira vacinação com AstraZeneca

Alemanha retoma na sexta-feira vacinação com AstraZeneca

A Alemanha vai retomar na sexta-feira a vacinação contra a ​​​​​​​covid-19 com o fármaco anglo-sueco AstraZeneca, após o regulador europeu ter considerado esta vacina "segura e eficaz", anunciou hoje o ministro da Saúde germânico.

"O nosso objetivo, e é o objetivo comum do Governo e dos 16 Länder [estados federados], consiste em retomar no dia de sexta-feira as vacinações com AstraZeneca", declarou aos 'media' Jens Spahn, e com o objetivo de restabelecer a "confiança" nesta vacina, cuja utilização foi suspensa neste país na segunda-feira.

O ministro prometeu uma "vacinação esclarecedora": as pessoas que desejem receber a vacina deverão ser previamente informadas "de forma transparente" de eventuais efeitos secundários ou indesejáveis, incluindo tromboses.

O Governo de Ângela Merkel, que até há poucos dias defendia a vacina anglo-sueca, surpreendeu na segunda-feira com o anúncio pelo ministro da Saúde da suspensão das injeções, na sequência de decisões semelhantes em França e Itália.

Segundo o ministério, o Instituto médico Paul-Ehrlich, que aconselha o Governo alemão, considerou serem "necessários outros exames", após os casos de formação de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas na Europa.

PUB

No entanto, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) assegurou hoje que a vacina da AstraZeneca contra a covid-19 "é segura e eficaz", não estando também associada aos casos de coágulos sanguíneos detetados, que levaram à suspensão do seu uso.

"O Comité de Avaliação dos Riscos em Farmacovigilância chegou a uma clara conclusão na investigação dos casos de coágulos sanguíneos: esta é uma vacina segura e eficaz", declarou a diretora executiva da EMA, Emer Cooke, falando em videoconferência de imprensa a partir da sede do regulador, em Amesterdão.

Depois de uma investigação nos últimos dias dos especialistas do regulador europeu, Emer Cooke garantiu que a administração da vacina da AstraZeneca "não está associada a um aumento do risco de eventos tromboembólicos responsáveis pelos coágulos sanguíneos" nalguns dos vacinados com este fármaco.

As autoridades de saúde portuguesas decidiram hoje retomar a administração de vacinas da AstraZeneca contra a covid-19, três dias depois do anúncio de uma suspensão temporária devido a relatos em vários países de casos de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas.

Os responsáveis do setor da saúde em França e Espanha também anunciaram o reinício da administração desta vacina para sexta-feira e na próxima quarta-feira, respetivamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG