EUA

Aliens, redes sociais e muita confusão. Alvoroço na Área 51

Aliens, redes sociais e muita confusão. Alvoroço na Área 51

Para repor a verdade que, acreditam, a Força Aérea esconde, 2,1 milhões de pessoas prometem "invadir" a famosa área militar.

Começou como mais uma brincadeira nas redes sociais e gerou uma onda de memes virais. Em poucos dias juntou milhares de pessoas que prometem invadir, hoje, a famosa Área 51, local no estado norte-americano do Nevada envolto em mistério que muitos acreditam ter segredos sobre a vida alienígena no planeta Terra.

A página original deste evento diz que 2,1 milhões de pessoas vão reunir-se para invadir a misteriosa base. Matty Roberts, um jovem de 20 anos, natural de Bakersfield, na Califórnia, é o rosto por trás do evento.

À BBC, disse que apenas pretendia criar uma página popular nas redes sociais e estava longe de imaginar que em pouco tempo iria receber milhares de novos pedidos de amizade no Facebook e estaria na mira do FBI, que o contactou na própria casa, e da Força Aérea.

"A Força Aérea dos EUA está ciente das publicações no Facebook. O centro de treinos no Nevada testa e prepara aeronaves de combate. Não discutimos medidas de segurança específicas, mas qualquer tentativa de entrar ilegalmente nas instalações militares ou aéreas será perigosa", disse fonte militar ao "LA Times".

Ninguém sabe quantas pessoas se juntarão na zona de Rachel, no condado de Lincoln, a cidade mais próxima da Área 51, com menos de 50 habitantes, mas a verdade é que os poucos hotéis naquela região estão cheios. "Há uma procura maior do que o normal para estes dias, mesmo com alguns cancelamentos nas últimas horas", disse ao JN Vida Lillo, uma funcionária do Alamo Inn, um pequeno hotel a menos de uma hora da "Autoestrada Extraterrestre", em Rachel.

Redes potenciam evento

"É uma combinação entre o algoritmo, o motivo do evento e a exposição que os media deram", aponta Danielle Kilgo, especialista em medias digitais na Universidade do Indiana, nos EUA, como justificação para a atenção que o evento mereceu.

A combinação de elementos como "aliens, um festival de aliens e a Área 51" atinge um grupo particular de "entusiastas em torno de teorias da conspiração". Mesmo que não junte os dois milhões de pessoas, Danielle acredita que evento reunirá "parte da comunidade online que tem, assim, a oportunidade de se conhecer pessoalmente".

Três festivais

E não foi só a comunidade alienígena que se interessou pelo evento. Connie West, dona do "Little A"Le"Inn", um pequeno hotel em Rachel, é uma das promotoras do festival "Alienstock", que arrancou ontem e só termina no domingo. A empresária contou com a colaboração de Matty Roberts, que entretanto abandonou o projeto, temendo uma nova versão do Fyre Festival das Bahamas, e juntou-se a outro, que decorreu esta madrugada no centro de Las Vegas, a mais de duas horas de Rachel, e perto do Museu Nacional de Testes Atómicos, que tem uma área reservada para os visitantes conhecerem os mistérios da Área 51. Também para esta sexta-feira está agendado, em Hiko, no Estado do Nevada, o "Área 51 Basecamp", mais um festival com origem na página de Facebook, que vai reunir músicos e outros artistas, e passar o mais recente documentário sobre o físico Bob Lazar.

YouTubers holandeses detidos

Ainda sem saber a dimensão do que aí vem, as autoridades de Rachel declaram situação de emergência e estão em alerta permanente. Na passada semana, Ties Granzier e Govert Sweep, de 20 e 21 anos, naturais da Holanda, foram encontrados no interior da base, a quase cinco quilómetros do portão de entrada.

Detidos, foram libertados no dia seguinte, com uma multa de 500 dólares. Dentro do veículo, havia câmaras de fotografar e de filmar, um telemóvel, um computador portátil e um drone. O material recolhido foi apagado pelas autoridades.

Roswell

A séria estreou em 1999 e passou em Portugal na RTP2. Conta a história de três jovens, extraterrestres, com capacidades fora do normal. O enredo passa-se em Roswell, uma cidade do Estado do Novo México.

Bob Lazar: Os segredos da Área 51

O documentário da Netflix centra-se na história de Bob Lazard, o físico que contribuiu para grande parte dos fascínio em torno da Área 51. Já está em disponível em Portugal.

Área 51: Uma história sem censura

O livro escrito pela jornalista Annie Jacobson tem por base entrevistas a funcionários que trabalharam na Área 51.