O Jogo ao Vivo

"Enorme crise para a segurança"

Altos funcionários norte-coreanos demitidos após "grave incidente" da covid-19

Altos funcionários norte-coreanos demitidos após "grave incidente" da covid-19

O líder norte-coreano Kim Jong-un substituiu vários altos funcionários após um "grave incidente" nos esforços do país para se defender contra a covid-19, informaram os meios de comunicação estatais.

As autoridades "causaram um grave incidente que representa uma enorme crise para a segurança da nação e do seu povo", disse Kim Jong-un numa reunião do Politburo, de acordo com a Agência Central de Notícias da Coreia, sem dar detalhes.

Pyongyang fechou as suas fronteiras em janeiro do ano passado para se defender contra a pandemia que surgiu pela primeira vez na vizinha China e passou a varrer o mundo.

A medida deixou o país sancionado com armas nucleares mais isolado do que nunca: o comércio com Pequim - a sua tábua de salvação - desacelerou enquanto todos os trabalhadores humanitários internacionais foram embora.

Este mês, Pyongyang admitiu que estava a enfrentar uma crise alimentar, soando os alarmes num país com um setor agrícola moribundo que há muito luta para se alimentar.

A Coreia do Norte não confirmou publicamente nenhum caso da doença, nem nos meios de comunicação estatais nem nas estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O próprio líder Kim agradeceu, em lágrimas, ao seu povo por não ter tido nenhum casono país durante uma marcha militar em outubro.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG