FBI

Namorado procurado por usar conta bancária após homicídio de Gabby Petito

Brian Laundrie

Foto Afp

O FBI emitiu um mandado de detenção do namorado de Gabby Petito, influencer encontrada morta pela polícia norte-americana, pelo "uso não autorizado de dispositivo de acesso" após a sua morte.

Segundo a acusação emitida, na quarta-feira, pelo Tribunal Distrital de Wyoming, nos EUA, o namorado de Gabby Petito, Brian Laundrie, usou um cartão de débito e um número PIN em contas bancárias que não lhe pertenciam entre 30 de agosto e 1 de setembro. No total, o jovem de 23 anos, desaparecido desde terça-feira, movimentou mais de mil dólares (cerca de 852 euros) em transações bancárias, mas as autoridades não especificam a quem pertence a conta movimentada.

"Embora este mandado de prisão permita que a polícia detenha Laundrie, o FBI e os nossos parceiros em todo o país continuam a investigar os factos e as circunstâncias do homicídio de Petito", disse o agente especial encarregado do FBI, Michael Schneider, em comunicado.

Em declarações à "Fox News", o advogado de Brian Laundrie, Steve Bertolino, disse que "entendia que o mandado de prisão [estava] relacionado com as atividades ocorridas após a morte de Gabby Petito e não com a sua morte".

Caso em andamento

Gabby e Brian embarcaram numa viagem numa carrinha pelos EUA em julho e a jovem foi vista pela última vez no dia 24 de agosto, quando estava a sair de um hotel em Salt Lake City. A última videochamada de Gabby com a sua mãe aconteceu nesse mesmo dia, tendo a norte-americana dito que estava a deixar o Utah e a rumar para a cordilheira Teton, em Wyoming, de acordo com Rick Stafford, o advogado da família.

Inesperadamente, Brian regressou a casa no dia 1 de setembro, dez dias antes de a família da jovem a dar como desaparecida. O namorado contratou um advogado e, juntamente com a família, recusou-se a falar com as autoridades.

Ainda não se sabe o que aconteceu quando Gabby desapareceu. Duas semanas antes, em 12 de agosto, a polícia da cidade de Moab, no sul de Utah, foi chamada para um possível incidente de violência doméstica que envolvia o casal. A polícia divulgou um vídeo que mostrava a jovem a chorar, a reclamar da sua saúde mental e a dizer que o casal andava a discutir com mais frequência.

No domingo passado, o corpo de Gabby Petito foi encontrado num parque natural de Wyoming. A análise preliminar feita pelo médico legista aponta para que a jovem tenha sido assassinada. A causa de morte só será determinada após os resultados finais da autópsia.

Dois dias depois, na terça-feira, Brian, identificado como "pessoa de interesse" no caso, foi dado como desaparecido pela família. A busca pelo jovem concentra-se numa reserva natural de 9,7 hectares perto da sua casa em North Port, Florida. A polícia está a usar cães, drones e veículos todo-o-terreno nas buscas.

Relacionadas