Suzhou

Mulher chinesa detida por vestir quimono japonês

Inês Inteiro com agências

Mulher, cuja identidade não foi revelada, estava a fazer cosplay de uma personagem famosa de uma série de mangá

Foto Twitter

Uma mulher chinesa foi detida pela polícia por estar a usar um quimono japonês enquanto tirava fotografias numa rua da cidade de Suzhou. Foi acusada de "arranjar discussões e provocar problemas", e interrogada durante horas pelas autoridades chinesas.

A mulher estava a usar o quimono e uma peruca enquanto imitava uma personagem do mangá "Summer Time Rendering" e tirava fotografias. O momento da detenção ficou registado em vídeo.

A mulher explica que estava a realizar uma sessão fotográfica, mas que o agente a acusou de estar a "arranjar discussões e provocar problemas" por usar um quimono (vestuário tradicional japonês), ao invés de um hanfu (vestido tradicional chinês).

A cidade onde aconteceu o caso é conhecida pela vasta gastronomia japonesa que oferece e, mais tarde, a mulher acrescentou que foi levada para uma esquadra e interrogada durante cerca de cinco horas até à uma da manhã. Teve o seu telefone revistado e o quimono confiscado

A polícia de Suzhou ainda não comentou publicamente as alegações da mulher, escreve o jornal "The Guardian" ao contar a história.

O vídeo foi visto por milhares de pessoas e suscitou acesas discussões nos meios de comunicação social chineses, onde o nacionalismo tem vindo a aumentar.

A hostilidade ou mal-estar em relação ao Japão existe na China há décadas, devido às invasões e atrocidades em tempo de guerra, tais como o massacre de Nanquim, em 1937.

Nos últimos anos, o governo japonês tem vindo a afirmar-se mais assertivo em relação ao comportamento expansionista de Pequim na região, em particular em relação a Taiwan. À medida que se aproximou mais dos EUA e de outros aliados ocidentais, o conflito entre a China e o Japão tem vindo a crescer.

Na pré-pandemia, o aluguer de um quimono ou a yukata, mais leve para as sessões fotográficas, era uma atividade popular para os turistas chineses no Japão, detalhe que levou a que muitas pessoas ficassem indignadas com o caso.

Relacionadas