Referendos

Rússia anexa formalmente quatro regiões ucranianas na sexta-feira

Maria Campos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

Foto Epa

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, vai realizar, na sexta-feira, uma cerimónia de assinatura, anexando formalmente mais quatro áreas da Ucrânia após a realização de referendos nos territórios ocupados de Donetsk, Lugansk, Zaporíjia e Kherson

"Amanhã, no salão georgiano do Grande Palácio do Kremlin, às 15 horas [13 horas em Portugal continental], vai acontecer uma cerimónia de assinatura sobre a incorporação dos novos territórios à Rússia", disse o porta-voz do líder russo, Dmitry Peskov, acrescentando que Putin fará um discurso nesta reunião.

As autoridades pró-russas das regiões ucranianas de Zaporíjia, Kherson, Lugansk e Donetsk anunciaram na terça-feira a vitória do "sim" à anexação pela Rússia em referendos organizados por Moscovo e considerados inválidos por Kiev e pelos seus aliados ocidentais.

As administrações instaladas por Moscovo nas quatro regiões do sul e leste da Ucrânia alegaram na noite de terça-feira que 93% dos votos na região de Zaporijia apoiaram a anexação, assim como 87% na região de Kherson, 98% na região de Lugansk e 99% em Donetsk. O Ocidente alertou a Rússia para não avançar com as anexações e o G7 garantiu que "nunca reconheceria" a medida. A Ucrânia também classificou os referendos como ilegítimos, dizendo que tem todo o direito de retomar os territórios.

Em 2014, a Rússia já tinha usado o resultado de um referendo realizado sob ocupação militar para legitimar a anexação da península ucraniana da Crimeia, no Mar Negro.

Relacionadas