Israel

Aos 86 anos, Selina Steinfels foi eleita Miss Sobrevivente do Holocausto 2021

Aos 86 anos, Selina Steinfels foi eleita Miss Sobrevivente do Holocausto 2021

Aos 86 anos, Selina Steinfels, cujo pai foi o único sobrevivente, entre mais de 120 pessoas, a um dos "comboios da morte", escapando da Roménia durante o nazismo, foi, esta terça-feira, eleita Miss Sobrevivente do Holocausto 2021.

A última edição realizou-se em 2018 em Haifa perante um auditório de três mil pessoas, e a décima, esta terça-feira, perante algumas dezenas de pessoas devido às restrições devido à pandemia da covid-19, mas transmitida em streaming para todo o mundo.

O emotivo certame, no qual cada participante relatou o seu passado na Europa nazi, celebrou-se pela primeira vez em Jerusalém, numa gala em inglês e hebreu, na qual os apresentadores insistiram que as "rainhas da beleza e vencedoras" eram as dez candidatas, entre os 79 e os 90 anos. Na edição deste ano, Selina Steinfels que saiu criança da Roménia, foi coroada já bisavó.

"Milhões de pessoas que nos estão a ver estão sem esperança e estas mulheres podem dar-lhes essa esperança. Hoje elas podem dizer que no mais obscuro lugar havia, todavia, luz: não desistas", disse Michael Evans, fundador do Museu dos Amigos de Sion, que acolheu o evento, citado pela agência de notícias EFE.

Os apelos à paz, o desejo de que as gerações futuras não vivam a guerra e até os apelos às alterações climáticas estiveram em destaque nos discursos proferidos pelos dez participantes de um palco, onde alguns foram dançar, outros entusiasmados e alguns até tímidos.

"Por um mundo mais limpo", disse no palco Chana Harel, a veterana de 90 anos que deu mais de um suspiro na poltrona contando sua fuga da Alemanha, decidida pelo seu pai durante um jantar de Páscoa. "A minha família era muito rica e famosa, a minha mãe era cantora de ópera e veio o nazismo", lembrou ainda da sala de maquilhagem. "Toda a minha família que ficou na Alemanha foi assassinada. Todos, e nós estamos vivos porque saímos. Deixamos o dinheiro, tudo", disse.

A Fundação Yad Ezer L'Haver foi a organizadora do concurso, que este ano também apresentou sobreviventes do Holocausto entre o público e no qual as pessoas que assistiram à transmissão puderam votar. Um júri formado por representantes de sobreviventes de segunda geração, modelos e vencedores de concursos de beleza, incluindo Noa Cochva, Miss Israel 2021, nomeou os finalistas, mas todos usaram a faixa para as miss sobreviventes.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG