Saúde

Aplicação ajuda diabéticos a prever impacto de refeições nos níveis de açúcar

Aplicação ajuda diabéticos a prever impacto de refeições nos níveis de açúcar

Uma nova aplicação informática é capaz de dizer aos diabéticos que impacto é que cada refeição pode ter nos níveis de açúcar do sangue antes de comerem.

Cientistas do centro universitário norte-americano de medicina de Columbia desenvolveram um algoritmo, que pode ser personalizado para dizer a cada pessoa qual o impacto que determinado alimento tem nos seus níveis sanguíneos de açúcar e que foi associado à aplicação Glucoracle.

"Embora saibamos o efeito genérico de diferentes alimentos na glucose sanguínea, os efeitos em pormenor podem variar muito de pessoa para pessoa e ao longo do tempo", afirmou o principal investigador, David Albers.

O algoritmo que criaram inclui um modelo matemático da resposta de cada pessoa à glucose, atualizado com dados de análises ao sangue e informação nutricional, capaz de fazer previsões mais exatas.

"Os dados são continuamente atualizados com o que o utilizador come e com medições do nível de glucose sanguínea, personalizando o modelo para esse indivíduo", indicou a coautora Lena Mamykina.

Os utilizadores do Glucoracle podem enviar medições de glucose para a aplicação, bem como fotografias de cada refeição, recebendo uma previsão sobre os níveis de açúcar no sangue depois de a comer.

Antes de fazer previsões, aplicação precisa de cerca de uma semana para "conhecer" o utilizador e a maneira como reage a determinados alimentos.