Opressão

Arábia Saudita apreende brinquedos e roupas com as cores do arco-íris

Arábia Saudita apreende brinquedos e roupas com as cores do arco-íris

As autoridades sauditas estão a apreender brinquedos e artigos de vestuário e papelaria das lojas da capital como forma de repressão homossexual. Estojos, saias e chapéus estão entre os objetos confiscados por "contradizerem a fé islâmica e a moral pública".

A Arábia Saudita, país em que a homossexualidade é proibida, está a apreender vários objetos com as cores do arco-íris por considerarem que enviam uma "mensagem envenenada" às crianças, de acordo com uma reportagem transmitida na terça-feira à noite pelo canal de notícias estatal Al Ekhbariya.

Os itens apreendidos incluem saias, chapéus e estojos com as cores do arco-íris, a maioria aparentemente fabricados para crianças. "Estamos a fazer uma apreensão dos itens que contradizem a fé islâmica e a moral pública e promovem as cores homossexuais nas gerações mais novas", diz um funcionário do Ministério do Comércio, que está envolvido na campanha. Não foram avançados dados acerca dos estabelecimentos que foram visados ou quais os artigos apreendidos na operação.

O país, que se abriu ao turismo em 2019, já é conhecido por reprimir itens relacionados com a comunidade LGBT+. A mais recente proibição diz respeito à nova animação da Disney, "Lightyear", que apresenta um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo. A única explicação dada para a proibição do filme foi de que violava "os padrões de conteúdo dos média do país".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG