Meteorologia

Areia do deserto do Saara cobre cidades e resorts de Espanha à Suíça

Areia do deserto do Saara cobre cidades e resorts de Espanha à Suíça

Fenómeno meteorológico raro, conhecido como "chuva de barro", atingiu a Europa este fim de semana, cobrindo cidades e resorts de esqui europeus com uma fina camada alaranjada, que cobre o manto branco da neve. O caso está relacionado com um forte fluxo de ar do sul que traz as temperaturas da primavera, mas também uma grande concentração de areia do deserto do Saara.

A "tempestade" de areia sentiu-se em várias cidades da Europa e em alguns resorts montanhosos, como nos Alpes ou nos Pirenéus. A capa amarela que cobre a neve é provocada pela mistura da poeira que sobe do Norte de África com a precipitação. A poeira tem origem no deserto do Saara e atravessa a Europa, passando pela Península Ibérica e por outros países do sul.

Num artigo do jornal regional espanhol "Heraldo de Aragón", que noticia os efeitos da tempestade de areia naquela zona de Espanha, explica-se o fenómeno meteorológico: primeiro, as gotas de chuva não são compostas apenas de água. Para gerá-las, precisam das partículas conhecidas como núcleos de condensação, às quais a água se junta para formar a gota de chuva. Esses núcleos podem ser formados por sais, matéria orgânica e poeira suspensa na atmosfera. Neste caso, essa poeira suspensa tem origem no deserto do Saara.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG