Mundo

Argélia: 18 mortos em duplo atentado suicida numa academia militar

Argélia: 18 mortos em duplo atentado suicida numa academia militar

Dezoito pessoas morreram na sexta-feira num duplo atentado suicida na Academia Militar de Cherchel, a cem quilómetros a oeste de Argel, noticiou a agência AFP, citando uma fonte hospitalar.

O atentado, que causou igualmente dezenas de feridos, ocorreu às 19.30 horas, menos de dez minutos depois do fim do jejum do Ramadão.

Dois suicidas, um deles numa mota, fizeram-se explodir, num intervalo de poucos segundos, à entrada da messe da escola militar, noticiou o diário El Watan.

Uma fonte hospitalar, não identificada pela AFP, adiantou que 16 militares e dois civis morreram no ataque.

Os feridos foram transportados para os hospitais de Sidi Ghiles e de Tipaza e para o hospital militar de Ain-Naadja, em Argel.

Os dois 'kamikazes' queriam fazer um número elevado de vítimas, ao tentarem entrar na messe no momento em que todos os oficiais estavam reunidos para quebrar o jejum.

Grupos da Al-Qaida do Magrebe Islâmico têm-se multiplicado, desde o início do Ramadão, a 1 de Agosto, em atentados no Leste da capital argelina.

Na terça-feira, dois polícias e um militar foram mortos em dois atentados distintos na região de Bordj Bou Arreridj, a 220 quilómetros a sudeste de Argel, e em Boumerdes, a 50 quilómetros a este da capital.

O mês do Ramadão é considerado pelos grupos armados islamistas como um período propício à Jihad (combate).

A Academia Militar de Cherchel é a principal escola de formação de oficiais argelinos.

Outras Notícias