O Jogo ao Vivo

França

Artista russo preso após incendiar agência bancária em Paris

Artista russo preso após incendiar agência bancária em Paris

A ultima performance do polémico ativista russo Piotr Pavlenski terminou com a sua detenção, após ter incendiado uma sucursal do Banco de França em Paris.

Batizada de "Iluminação", a ação, na madrugada de domingo, foi testemunhada por alguns jornalistas, que foram avisados pelo próprio artista momentos antes do protesto.

Piotr Pavlenski, que já chegou a pregar os testículos no solo da Praça Vermelha, plantou-se, desta vez, na icónica Praça da Bastilha de Paris, espalhou gasolina pela agência bancária e colocou-se à porta, diante das chamas, vestido totalmente de preto. "Incendiar o Banco de França é iluminar a verdade que as autoridades querem que a população esqueça", afirmou Pavlenski num comunicado distribuído depois do incêndio.

"A Bastilha foi destruída pelo povo revolucionário; o povo a destruiu como símbolo do despotismo e do poder. Neste mesmo local, um novo núcleo de escravidão foi destruído. O Banco de França apoderou-se da praça da Bastilha", ressaltou o manifesto do artista, publicado nas redes sociais por, entre outras pessoas, Sarah Constantin, femininista.

Piotr Pavlenski que chegou a França em janeiro foi detido e põe em risco o asilo político de que usufrui.