Observatório

Asteroide atingido por sonda da NASA deixa rasto de 10 mil quilómetros

Asteroide atingido por sonda da NASA deixa rasto de 10 mil quilómetros

Uma nova imagem mostra que um asteroide que foi deliberadamente atingido pela sonda Dart da NASA deixou um rasto de detritos que se estendem por milhares de quilómetros.

A sonda atingiu o asteroide na semana passada para testar se estas rochas espaciais que podem ameaçar a Terra podem ser retiradas da sua trajetória. Os cientistas estão a tentar perceber se o teste foi um sucesso e se a trajetória do asteroide foi alterada.

Um telescópio no Chile capturou a imagem de uma pluma semelhante a um cometa que espalha atrás do asteroide. A fotografia foi tirada dois dias após a colisão com recurso ao Southern Astrophysical Research Telescope (Soar). O rasto de detritos estende-se por mais de 10 mil quilómetros e espera-se que fique ainda mais longo até que se disperse completamente e pareça poeira espacial.

PUB

"É incrível a clareza com que conseguimos capturar a estrutura e a extensão das consequências nos dias seguintes ao impacto", disse o astrónomo Teddy Kareta, em declarações à BBC.

O trilho de detritos será monitorizado nas próximas semanas e meses, de acordo com Michael Knight, do Laboratório de Investigação Naval dos EUA.

A missão Dart viu a sonda a colidir deliberadamente com o asteróide, destruindo a nave no processo. Se tiver tido sucesso, a técnica poderia ser usada no caso de haver um asteroide a caminho da Terra no futuro. A ideia será empurrar a rocha espacial com uma nave espacial para mudar a órbita do asteroide e poupar o planeta de um impacto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG