Covid-19

Austrália regista recorde de infeções diárias com 1126 casos

Austrália regista recorde de infeções diárias com 1126 casos

A Austrália registou, este sábado, 1126 novas infeções do SARS-CoV-2, um recorde de contágios diários desde o início da pandemia no país.

A maioria das infeções, 1035, ocorreu no Estado de Nova Gales do Sul, o epicentro desta última onda que começou em junho passado devido à variante delta do novo coronavírus, identificada em primeiro lugar na Índia. Cerca de metade da população está em confinamento há semanas, principalmente nas cidades de Sydney e Melbourne, as mais populosas do país.

Com quase 50 mil casos e 993 mortes já registadas, a Austrália foi menos afetada do que outros países da Europa ou América pela pandemia, mas a variante delta deitou por terra a estratégia governamental de eliminação do novo coronavírus no país.

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, insiste há vários dias que a prioridade agora é aumentar a taxa de vacinações e reduzir as hospitalizações, pois considera "altamente improvável" que as infeções possam ser reduzidas a zero.

Em entrevista concedida no domingo passado à rede "ABC", Morrison insistiu que os confinamentos não são mais "uma forma sustentável de combater o vírus".

As autoridades planeiam aliviar a maioria das restrições quando 70 ou 80% dos maiores de 16 anos forem vacinados, o que deve ocorrer no final de novembro.

PUB

Até agora, mais de 6,9 milhões de australianos, ou 33,7% dos maiores de 16 anos no país, receberam as duas doses da vacina covid-19, que acelerou nas últimas semanas após um início lento.

O primeiro-ministro anunciou na sexta-feira que os adolescentes entre 12 e 15 anos poderão agendar a vacina para se vacinar a partir de 13 de setembro, depois de o painel de especialistas ter afirmado que a vacina da Pfizer é "segura e eficaz" nesta faixa etária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG