Colômbia

Autarca entrega filho à Polícia por quebrar quarentena

Autarca entrega filho à Polícia por quebrar quarentena

O autarca de uma cidade na Colômbia entregou o filho à Polícia depois de este ter violado a regra de recolher obrigatório aplicada para conter a propagação da covid-19.

"Os meus familiares são os primeiros a ser chamados a respeitar as medidas, não permitirei que ao desfrutar de algumas bebidas ponha em risco a vida dos habitantes da nossa cidade", escreveu o autarca Carlos Higgins Villanueva no Twitter, com fotos da detenção do filho.

Há mais de 95 mil casos de covid-19 confirmados na Colômbia e mais de 3300 pessoas morreram.

Atlántico, estado do norte do país onde Higgins Villanueva é presidente da Câmara da pequena cidade de Juan de Acosta, tem o segundo maior número de infeções, nota a BBC.

O autarca publicou fotos em que aparece a levar o filho, um sobrinho e um homem que descreveu como "um grande amigo" para a esquadra, onde pediu aos polícias "que lidassem com os infratores da maneira que entenderem".

Os três foram apanhados através de um vídeo em que aparecem a comemorar o Dia do Pai. Além de a festa ter sido realizada durante o horário de recolher obrigatório, também houve venda de álcool, contrariando uma proibição temporária em todo o estado em vigor durante aquele fim de semana.

"Tenho outros filhos mais novos e ele [o filho detido] poderia levar o vírus para casa se fosse infetado. Quis dar o exemplo para que o resto da comunidade respeite as regras", acrescentou Higgins Villanueva no Twitter.

Os infratores foram ordenados a prestar serviço comunitário. As autoridades municipais adotaram a abordagem do autarca e lançaram uma campanha com o lema: "Se te vir numa festa a beber, fora de casa, a visitar ou a receber visitas ou a jogar futebol, vou gritar contigo e vais para a Polícia".

A atitude do autarca foi muito elogiada, com moradores a afirmar que ele havia posto em prática o ditado "a lei começa em casa".

Outras Notícias