Mundo

Autoridades gregas pedem ajuda à Interpol para conseguirem pistas sobre Maria

Autoridades gregas pedem ajuda à Interpol para conseguirem pistas sobre Maria

As autoridades gregas pediram ajuda à Interpol na identificação da pequena rapariga loura encontrada na última semana num acampamento, informou, terça-feira, a entidade policial, sediada na cidade francesa de Lyon.

O perfil do ADN da menina, conhecida como Maria, foi transmitida aos membros da agência que reúne polícias de vários países.

Por outro lado, as autoridades gregas estiveram hoje a investigar casos de desaparecimento de crianças parecidas com a jovem, que desencadeou um movimento mundial de interesse, à procura de pistas.

"Há cerca de uma dúzia de casos de desaparecimento em países como os EUA, Suécia, Polónia e França que estão a ser investigados com muita atenção", disse à AFP o porta-voz da instituição Sorriso de Criança, a quem foi atribuída a guarda da criança.

A menina foi encontrada pela polícia na última semana perto da cidade de Farsala, no centro da Grécia.

Com uma idade inicialmente atribuída de quatro anos, mas alterada posteriormente para cinco ou até seis anos, a menina foi encontrada à guarda de um casal cigano, que foi colocado na segunda-feira em prisão preventiva, por alegadamente a ter raptado.

O casal negou as acusações e garantiu que a criança lhes tinha sido entregue voluntariamente pela mãe, uma cigana búlgara, que disse não ter meios para cuidar dela.