Exclusivo

Avanços e recuos da Rússia: mudança de estratégia ou objetivos falhados?

Avanços e recuos da Rússia: mudança de estratégia ou objetivos falhados?

Com uma pausa no avanço da operação militar russa no sul e nos arredores de Kiev, fruto da defensiva ucraniana, as tropas de Putin dizem que o "objetivo principal" é tomar Donetsk e Lugansk. As autoridades ocidentais dizem que a Rússia está a criar pelo menos dez novos grupos táticos para concentrar esforços em Donbass.

Numa espécie de atualização à imprensa russa sobre os feitos das tropas de Putin na Ucrânia durante o primeiro mês de invasão, Sergei Rudskoi, primeiro vice-chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Federação Russa, garantiu que o desgaste provocado nos militares ucranianos permite, agora, à Rússia, concentrar-se no "objetivo principal": capturar as províncias de Donetsk e Lugansk.

De acordo com o Instituto para o Estudo da Guerra, com sede nos Estados Unidos, "a campanha inicial do Kremlin visava realizar operações aéreas e mecanizadas para capturar Kiev, Kharkiv, Odessa e outras grandes cidades ucranianas para provocar uma mudança de governo" no país. Por isso, as autoridades ocidentais, escreve a BBC, acreditam que as afirmações do general Rudskoy significam que Moscovo sabe que a sua estratégia pré-guerra falhou e dizem que estão a ser criados pelo menos dez novos grupos táticos entre o batalhão russo com o objetivo de concentrar esforços em Donbass.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG