Aviação

Avaria em radar meteorológico obriga avião com destino ao Porto a voltar para trás

Avaria em radar meteorológico obriga avião com destino ao Porto a voltar para trás

Um avião da Lufthansa que, na terça-feira à noite, partiu de Munique com destino ao Porto teve de voltar para trás, após uma avaria do radar meteorológico da aeronave. A informação foi confirmada ao JN pelo porta-voz da empresa, Boris Ogursky.

"Podemos confirmar que o voo LH1788 da Lufthansa estava a caminho do Porto quando a tripulação do cockpit notou que o radar meteorológico da aeronave já não funcionava corretamente. A tripulação decidiu retornar a Munique como medida de precaução quando já estava no espaço aéreo francês (perto de Lyon)", indicou a mesma fonte.

A aeronave, um Airbus A319 da Lufthansa com matrícula D-AILY e com 125 passageiros a bordo, pousou em segurança às 00.20, hora local.

Apesar de Boris Ogurskyos ter garantido, ao início da manhã, que os passageiros afetados foram encaminhados para ligações alternativas, ao JN chegaram relatos em sentido contrário. Um desses partiu do psiquiatra e professor da Universidade do Minho Pedro Morgado, que seguia a bordo, e que, no Twitter, deu conta que havia passageiros sem saber quando podiam regressar ao Porto. O também cronista do JN acrescentou ainda que "nenhum hotel ou informação adicional foi providenciada" durante a noite.

Confrontada com estas afirmações, o porta-voz da empresa esclareceu, posteriormente, que, devido à hora tardia, não foi possível organizar reservas de hotéis e abrir os centros de atendimento para remarcação. "Com uma pequena equipa de colegas de terra, todos os passageiros deste voo de retorno foram convidados a permanecer durante a noite no terminal", acrescentou.

"A maioria dos passageiros foi imediatamente remarcada para voos posteriores, mas apenas os passageiros que têm notificações push nos telemóveis poderiam ter sido informados", concluiu a mesma fonte.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG