Indonésia

"Provavelmente" estão mortos os 189 ocupantes do avião que caiu no Mar de Java

"Provavelmente" estão mortos os 189 ocupantes do avião que caiu no Mar de Java

Um Boeing 737 da companhia aérea Lion Air caiu no Mar de Java, com 189 pessoas a bordo, 13 minutos após ter descolado de Jacarta.

Os serviços de resgate da Indonésia encontraram os primeiros cadáveres entre os destroços do avião da Lion Air a oito quilómetros a Este da península de Tanjung Karawang, local onde o avião desapareceu dos radares do aeroporto de Jacarta, segundo o chefe das operações de resgate, Agus Hariono.

As 189 pessoas que se encontravam a bordo estão "provavelmente mortas", admitiu o diretor operacional dos Serviços de Emergência indonésio.

O Boieng 737 Max 8 da companhia aérea de baixo custo indonésia fazia a ligação entre Jacarta e Pangkal Pinang, na ilha de Samatra, num voo que tinha uma duração prevista de uma hora.

Partiu de Jacarta por volta das 06.20 horas desta segunda-feira (22.20 horas de domingo em Portugal continental) e desapareceu dos radares 13 minutos depois.

O presidente da República da Indonésia, Joko Widodo, disse que pediu à Comissão Nacional de Segurança Aérea para investigar de imediato o acidente de aviação.

A página de internet da Flightradar, que regista o percurso dos voos, mostra num mapa a trajetória da aeronave em direção a sudoeste, um desvio para sul e depois para nordeste antes de desaparecer repentinamente sobre o Mar de Java, não muito longe da costa.

De acordo com a China News Service (CNS), a segunda maior agência de notícias oficial da República Popular da China, o Boieng 737 era propriedade do grupo empresarial China Minsheng Group Leasing Holdings Ltd.

A notícia da CNS indica que o grupo China Minsheng está "extremamente triste" com o acidente e que está em contacto permanente com a companhia de voos de baixo custo Lion Air, o fabricante Boieng e outras organizações.

A Indonésia, um arquipélago do sudeste asiático de 17 mil ilhas e ilhotas, é altamente dependente de ligações aéreas, sendo que os acidentes são comuns.

Em agosto, uma criança de 12 anos sobreviveu a um acidente aéreo que matou oito pessoas numa área montanhosa da remota província de Papua (leste).

Em dezembro de 2016, 13 pessoas morreram quando um avião militar se despenhou perto de Timika, outra região montanhosa de Papua.

Em agosto de 2015, um ATR 42-300 da companhia aérea indonésia Trigana Air, que transportava 49 passageiros e cinco tripulantes, todos indonésios, caiu nas Montanhas Bintang. Nenhum sobrevivente foi encontrado.