Força Aérea

Avião militar desaparece no Chile com 38 pessoas a bordo

Avião militar desaparece no Chile com 38 pessoas a bordo

A Força Aérea do Chile anunciou ter perdido "o contacto via rádio" com um avião militar C130 com 38 pessoas a bordo, que descolou de Punta Arenas, sul do país, para uma base na Antártica.

"Um avião C130 Hércules descolou às 16.55 horas (19.55 horas em Portugal continental) da cidade de Punta Arenas, para a base da Antártica Eduardo Frei Montalva", de acordo com um comunicado divulgado pela Força Aérea.

O contacto via rádio foi interrompido às 18.31 horas, indicou o mesmo comunicado.

Ao todo, "38 pessoas, incluindo 17 tripulantes e 21 passageiros" estavam a bordo.

A Marinha chilena lançou já uma operação de busca e resgate, tendo destacado aviões e navios para a zona, indicou a mesma fonte.

O avião, que descolou da base aérea de Chabunco, em Punta Arenas, a mais de três mil quilómetros a sul de Santiago do Chile, tinha como missão prestar apoio logístico à base na Antártica.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, e os ministros do Interior e da Defesa, Gonzalo Blumel e Alberto Espina, respetivamente, deslocaram-se já para o posto de comando da base aérea de Cerrillos, na capital chilena, para monitorizar a situação.

"Consternados com o desaparecimento do avião Hércules da Força Aérea chilena, que viajava com 38 passageiros rumo à Antártida a partir de Punta Arenas (...) vamos monitorizar as operações de busca e o envio de equipas de resgate", escreveu Piñera na conta oficial da rede social Twitter.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG