Inglaterra

Avó de Maddie morreu com covid-19 semanas antes dos desenvolvimentos

Avó de Maddie morreu com covid-19 semanas antes dos desenvolvimentos

A avó de Madeleine McCann, a menina britânica desaparecida da praia da Luz, no Algarve, em 2007, morreu vítima de complicações associadas ao novo coronavírus.

Eileen McCann, 80 anos, foi uma das figuras principais da campanha pela procura de Maddie, tendo estado em Portugal vários meses a apoiar o filho, Gerry, e a nora, na altura do desaparecimento. Disse que nunca perderia a esperança de que a neta um dia voltasse a casa. Morreu semanas antes de as Polícias portuguesa, britânica e alemã terem anunciado novos desenvolvimentos sobre a investigação, que coloca o alemão Christian Brückner a surgir como suspeito do rapto e homicídio da criança.

Segundo avança agora a imprensa britânica, Eileen, ex-proprietária de um bar, morreu no mês passado. As cerimónias fúnebres realizaram-se de forma privada em St Conval"s, East Renfrewshire, perto do local onde vivia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG