Mundo

Barroso gastou 249 mil euros em voos privados

Barroso gastou 249 mil euros em voos privados

O dinheiro dos contribuintes da União Europeia tem pago mais do que os apoios financeiros para evitar a bancarrota de alguns Estados-membros. Também tem sido gasto em voos em jactos privados, quartos em hotéis de topo e joalharia de luxo por membros da Comissão Europeia, liderada por Durão Barroso.

Segundo o britânico "The Guardian", que cita o trabalho de uma organização dedicada ao jornalismo de investigação, o gabinete de Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia (CE), acumulou uma factura 249 mil euros em jactos particulares na altura em que participou da convenção sobre alterações climáticas das Nações Unidas, em 2009.

Esta factura, que diz respeito a um período de nove meses, é uma pequena parte dos 7,5 milhões de euros gastos pela CE em viagens em jactos privados nos últimos cinco anos.

Além destes voos, o gabinete de Durão Barroso e de outros 35 comissários gastaram 28 mil euros no luxuoso Hotel Peninsula em Nova Iorque, durante a participação na convenção das Nações Unidas.

A investigação denuncia ainda 75 mil euros gastos na recepção (cocktail) de uma conferência sobre ciência ("Discovery 09"), além de 300 mil euros em outros eventos descritos na contabilidade da Comissão Europeia como festas (cocktail parties) no mesmo ano.

Vinte mil euros foram gastos em lembranças oferecidas aos oradores convidados pela Comissão desde 2008, incluindo joalharia da marca de luxo Tiffany.

Estas revelações aumentam ainda mais a tensão nas negociações sobre o pedido de Bruxelas para um aumento orçamental de 4,9% no próximo ano.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG