França

Bayrou desiste e apoia Macron nas presidenciais francesas

Bayrou desiste e apoia Macron nas presidenciais francesas

O centrista François Bayrou anunciou esta quarta-feira que desiste de se candidatar às presidenciais francesas "para evitar a dispersão eleitoral" e propôs uma aliança ao independente Emmanuel Macron, terceiro nas sondagens.

"Porque o risco é enorme, porque os franceses estão desorientados e muitas vezes desesperados, decidi oferecer uma aliança a Emmanuel Macron", disse.

Bayrou, que admitiu candidatar-se pela quarta vez à presidência de França, explicou que não o fará para não dividir o eleitorado do centro, o que beneficiaria a candidata da extrema-direita, Marine Le Pen, uma "grande e imediata ameaça para o país e para a Europa".

Referindo-se ao escândalo que atingiu o candidato da direita François Fillon, suspeito de desvio de fundos públicos por ter alegadamente criado empregos fictícios para a mulher e dois filhos, Bayrou criticou como "o mais chocante" a "quase unânime aceitação destes abusos".

Sobre Macron, ex-ministro do governo socialista que se candidata "nem pela esquerda nem pela direita", Bayrou disse ser alguém "brilhante".

A aliança que propõe é condicionada à adoção de medidas para "moralizar" a política, precisou.

Franços Bayrou, 65 anos, era creditado nas sondagens com cerca de 5% dos votos. Nas presidenciais de 2012 obteve 10%, nas de 2007, 18%, e nas de 2002, 7%.

PUB

Na mesma sondagem, Macron, 39 anos, surgia no terceiro lugar, com 17% dos votos, atrás de Le Pen (27%) e de Fillon (20%).

A primeira volta das presidenciais de França realiza-se a 23 de abril e a segunda a 7 de maio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG