Crime

Bebé morto por balas que eram para o pai

Bebé morto por balas que eram para o pai

A polícia de Nova Iorque está à procura de um homem que atingiu mortalmente a tiro um bebé, numa rua de Brooklyn, quando estava num carrinho de passeio, a ser empurrado pelos pais. As balas teriam como alvo o pai.

Antiq Hennis, de 16 meses, foi atingido a tiro na cara na zona de Brownsville, em Brooklyn, Nova Iorque, no domingo à noite, num tiroteio que tinha como alvo o pai, segundo fontes policiais citadas nos meios de comunicação norte-americanos.

Os pais levaram de imediato o filho ao hospital, onde foi declarado o óbito devido a um ferimento a tiro no lado esquerdo da face.

Gina Gamboa, de 23 de anos, assistiu ao tiroteio e, em declarações ao jornal "New York Post", indicou ter ouvido "três a quatro tiros".

"Vi um homem com um carrinho de bebé a gritar: 'O meu bebé foi baleado! O meu bebé foi baleado! Ele estava em pânico", relatou.

A polícia acredita que a bala que atingiu Antiq Hennis tinha como alvo o pai, Anthony Hennis, que soma mais de 20 detenções em Nova Iorque e na Pensilvânia por diversos crimes, relacionados com drogas, posse de armas, assaltos e roubo de automóveis. Mas desde o nascimento do filho que era um "homem diferente", garantiu um tio da criança.

"O peito do bebé tinha movimento, mas a cabeça estava inclinada para o lado. O carrinho da criança ficou cheio de sangue", acrescentou Gina Gamboa.

PUB

Em reação ao crime, o autarca da cidade, Charles Barron, disse ao "New York Daily News" que "a criança nem teve oportunidade de começar a viver a sua vida".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG