Covid-19

Belgas vão poder aproveitar "vacinas de última hora" não utilizadas

Belgas vão poder aproveitar "vacinas de última hora" não utilizadas

Os cidadãos da Bélgica vão poder inscrever-se numa lista para ter acesso a uma "vacina de última hora" contra a covid-19 que não tenha sido utilizada no primeiro destinatário.

O objetivo da lista, para a qual serão aceites inscrições a partir da próxima terça-feira, é acelerar a vacinação e "atingir o mais depressa possível a imunidade de grupo", de acordo com a agência de notícias Belga.

Quem se inscrever pode ser chamado para tomar vacinas disponíveis em centros de vacinação que não foram utilizadas por causa de marcações anuladas à última da hora ou porque as pessoas chamadas primeiro não compareceram.

As pessoas maiores de idade podem inscrever-se a partir de 6 de abril, dar os seus dados e serão contactadas quando houver vacinas disponíveis.

Quando forem contactadas, têm meia-hora para responder se pretendem aproveitar a vacina, caso contrário, esta irá para outra pessoa inscrita na lista.

As pessoas inscritas são chamadas de acordo com a idade.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.839.051 mortos no mundo, resultantes de mais de 130,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

PUB

Em Portugal, morreram 16.875 pessoas dos 823.142 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG