Covid-19

Bélgica começa a vacinar jovens de 16 e 17 anos em julho

Bélgica começa a vacinar jovens de 16 e 17 anos em julho

A Bélgica vai começar a vacinar, em julho, jovens de 16 e 17 anos contra a covid-19 com a vacina da BioNTech-Pfizer, aprovada pela Agência Europeia de Medicamento (AEM) para aquele grupo etário, adiantaram este sábado as autoridades belgas.

Segundo a agência noticiosa francesa, France-Presse (AFP), o anúncio foi feito depois de uma reunião com vários ministros sobre saúde pública, na qual foi também anunciado que "ainda não está prevista a vacinação de crianças com menos de 16 anos", uma vez que "são necessárias análises científicas e éticas adicionais para este fim".

A França anunciou também esta semana que vai abrir no dia 15 a vacinação a crianças dos 12 aos 18 anos, medida igualmente tomada noutros países europeus como forma de reduzir a circulação da covid-19.

Os ministros belgas deixaram ainda o apelo para que seja estudada a possibilidade de "permitir aos jovens entre os 18 e 40 anos fazer uma escolha informada a favor da vacinação com a vacina da Johnson & Johnson ou AstraZeneca", inoculações que uma vez autorizadas para aquele grupo etário seriam dadas "numa base voluntária".

De momento, as autoridades belgas reservam as vacinas da Johnson & Johnson e AstraZeneca, suspeitas de causar casos muito raros de trombose, para os maiores de 40 anos.

No entanto, o medo da chegada de novas variantes leva a que comece a considerar a possibilidade de alargar a inoculação com aquelas vacinas a outras faixas etárias, a fim de acelerar a campanha de vacinação.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG