O Jogo ao Vivo

Inglaterra

Bento XVI encontrou-se com David Cameron, Nick Clegg e líder trabalhista

Bento XVI encontrou-se com David Cameron, Nick Clegg e líder trabalhista

O Papa Bento XVI encontrou-se hoje, sábado, durante vinte minutos, individualmente com o primeiro-ministro britânico, David Cameron, o segundo membro do governo de coligação, Nick Clegg, e com o líder da oposição trabalhista, Harriet Harman.

Todos os encontros tiveram lugar na residência episcopal, localizada atrás da catedral católica de Westminster, onde o Papa celebrou missa.

O encontro do líder "tory" (conservador), David Cameron, com o Papa, foi o primeiro desde que Bento XVI chegou quinta-feira ao Reino Unido para a visita de Estado de quatro dias, que termina domingo em Birmingham.

Devido ao funeral do pai, falecido recentemente, David Cameron, anglicano, não pôde estar sexta-feira no Parlamento, onde Bento XVI pronunciou um discurso mais politico, durante o qual denunciou a marginalização de que, defende, é alvo a religião e particularmente o cristianismo, incluindo nos países mais tolerantes.

O líder liberal-democrata Nick Clegg, agnóstico e que tinha recebido o Papa à sua chegada a Edimburgo na quinta-feira, em representação do governo, encontrou-se hoje, sábado, com Bento XVI, fazendo-se acompanhar pela mulher, a espanhola Miriam González, e os três filhos, os quatros católicos.

O líder em funções do partido Trabalhista, Harriet Harman, afirmou, depois de se reunir com o Papa, que tinham falado das "lutas a favor da justiça social nas quais estiveram juntos católicos e trabalhistas".

O ex primeiro-ministro britânico Tony Blair, que se converteu ao catolicismo, e a mulher, também católica, chegaram à catedral de Westminster antes do início da missa.