EUA

Bernie Sanders desiste da corrida à Casa Branca e abre caminho a Joe Biden

Bernie Sanders desiste da corrida à Casa Branca e abre caminho a Joe Biden

Bernie Sanders abandonou a corrida presidencial nos EUA e prometeu "trabalhar com" Joe Biden na candidatura Democrata à Casa Branca, mas continuará a somar delegados para a convenção do partido.

O senador Bernie Sanders anunciou, esta quarta-feira, o fim da sua candidatura presidencial, reconhecendo que a desvantagem de cerca de 300 delegados relativamente a Joe Biden lhe dava pouca margem para ainda conseguir ser eleito como candidato do Partido Democrata às eleições presidenciais de novembro próximo.

"Hoje, dou os parabéns a Joe Biden, um homem muito respeitável, com quem trabalharei para promover as nossas ideias progressistas", disse o senador do Estado de Vermont.

Para isso, Sanders disse que continuará a aparecer nos boletins de voto das eleições primárias que ainda se vão realizar, para conseguir obter um número de delegados à convenção nacional do Partido Democrata que lhe permita "exercer uma influência significativa no programa do partido".

Joe Biden já reagiu ao anúncio de abandono de Sanders, apelando aos seus apoiantes para que agora se coloquem ao lado da sua candidatura.

"Eu sei que devo merecer os vossos votos. E eu sei que isso poderá demorar algum tempo. Mas quero que saibam que eu vos vejo, que eu vos ouço, que entendo o sentimento de urgência que vos mobiliza", disse o ex-vice-presidente Joe Biden, que deverá ser o candidato escolhido pelos Democratas para concorrer com Donald Trump nas eleições de novembro.

"Apesar de estarmos a ganhar o debate ideológico, apesar de termos o apoio de tantos jovens, tenho de admitir que esta luta pela nomeação Democrata não poderia ter sucesso", disse Bernie Sanders, num vídeo.

"Acreditem: esta não foi uma decisão fácil", confessou Sanders, para dizer aos apoiantes que não iria abandonar a corrida presidencial, mesmo admitindo que alguns na sua campanha gostariam que ele continuasse na disputa eleitoral.

Bernie Sanders agradeceu à sua equipa de campanha e referiu os milhares de donativos que recebeu na sua corrida presidencial.

O presidente Donald Trump usou a sua conta pessoal na rede social Twitter para reagir ao anúncio de abandono de Sanders, referindo-se ao facto de o senador continuar a disputar as eleições primárias.

"Bernie não quer abdicar dos seus delegados e ainda quer mais! Para que serve isso?", interrogou-se Trump, referindo-se à estratégia de Sanders de não abdicar da sua presença na convenção nacional do partido.

Trump disse ainda que Bernie Sanders não teve mais sucesso nas eleições primárias Democratas por causa de Elizabeth Warren, a senadora de Massachusetts que tinha um programa eleitoral semelhante e retirou votos ao senador de Vermont em várias disputas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG