Ucrânia

Biden reúne-se esta segunda-feira com líderes europeus por videoconferência

Biden reúne-se esta segunda-feira com líderes europeus por videoconferência

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, vai participar hoje numa "videoconferência segura" sobre a situação na Ucrânia, com vários líderes europeus, às 20 horas, indicou a Casa Branca.

À medida que os Estados Unidos se mostram cada vez mais alarmados com a possibilidade de uma invasão russa da Ucrânia, Biden vai participar na reunião que contará com a presença da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Segundo a Casa Branca, a videoconferência contará também com os Presidentes da França, Emmanuel Macron, e da Polónia, Andrzej Duda, com os primeiros-ministros da Alemanha, Olaf Scholz, da Itália, Mario Draghi, e do Reino Unido, Boris Johnson.

Participa ainda o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), Jens Stoltenberg.

Joe Biden participará a partir da "Situation Room", a sala de crise da Casa Branca.

"[A videoconferência] faz parte das nossas trocas e da nossa estreita coordenação com os nossos aliados e os nossos parceiros transatlânticos em resposta ao reforço militar da Rússia na fronteira ucraniana", explicou a Casa Branca.

O tom entre os Estados Unidos e os aliados, refere a agência noticiosa France Presse (AFP), parece estar agora a divergir ligeiramente, depois de Washington falar de uma possível invasão da Ucrânia "a qualquer momento" e de anunciar a retirada de parte do pessoal da sua embaixada em Kiev, o que foi seguido pelo Reino Unido e Austrália.

PUB

Alguns líderes europeus estão a exigir explicações para o que consideram ser uma "dramatização possivelmente excessiva" dos Estados Unidos.

Segundo a imprensa norte-americana, os Estados Unidos estão a analisar o envio de até 5000 soldados da NATO para os países bálticos e do leste europeu, face ao risco de uma invasão russa da Ucrânia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG