Florida

Biden vai visitar prédio que colapsou e onde ainda há 150 desaparecidos

Biden vai visitar prédio que colapsou e onde ainda há 150 desaparecidos

O Presidente dos EUA, Joe Biden, desloca-se na quinta-feira à Florida para visitar o local do colapso parcial de um prédio em Surfside (Miami-Dade), que provocou pelo menos onze mortos e 150 desaparecidos.

Durante sua visita, Biden e a primeira-dama, Jill, vão encontrar-se com membros das equipas de resgate e com as famílias das vítimas, disse Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca.

"Eles querem agradecer às heroicas equipas de emergência e a todos aqueles que trabalharam incansavelmente, e querem reunir com as famílias que foram forçadas a passar por esta terrível tragédia, para lhes oferecer conforto enquanto os esforços de busca continuam", acrescentou a porta-voz.

Esta manhã, Biden já tinha antecipado a sua intenção de viajar até ao local da tragédia ocorrida na semana passada

Na segunda-feira, Psaki informara que recursos da Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA, na sigla em inglês) e especialistas de várias outras agências federais, como a Administração de Segurança e Saúde e o FBI, foram enviados para a área do desastre, para ajudar nas buscas e salvamentos.

O número de desaparecidos pelo colapso é para já de 150, enquanto as pessoas encontradas vivas são 136, disse na segunda-feira a presidente da Câmara de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, que prometeu fazer tudo na investigação para apurar as causas desta tragédia que afetou indivíduos e famílias de vários países.

PUB

Por motivos ainda não determinados, a ala nordeste do edifício Champlain Towers, de 12 andares, inaugurado em 1981 e com um total de 136 apartamentos, desabou em segundos na madrugada de quinta-feira, dia 24, enquanto os seus habitantes dormiam.

A maioria dos mortos identificados até agora tinha origem hispânica.

Outros Conteúdos GMG